FANDOM


Na tradução micronacional, Lusofonia representa o grupo de micronações falantes do português que compartilham de história e cultura semelhantes, também conhecido, genealogicamente, por Tronco Reunião-Portoclarense.

Trata-se um espaço de convivência supra-nacional, formado pelo desenvolvimento de eixos comuns de interação, moldando o sentimento de pertencer a algo além da própria micronação, numa identidade inicialmente fônica e, mais adiante e profundamente, cultural, num sentido amplo.

Somente tornou-se viável com o advento da Internet, que reuniu no mesmo território micronacionalistas lusófonos, permitindo a interação mútua e regular.

A Lusofonia, neste sentido traduzido, é o agrupamento mais ou menos coeso de micronações lusófonas derivadas, que de alguma forma remetem ou que são fortemente influenciadas, pelo micronacionalismo originário das antigas Reunião e Porto Claro.

A Lusofonia enquanto espaço de coexistência somente se formou claramente a partir de 1998. Os agentes fundantes da Lusofonia, constituindo sua espinha dorsal, são, dentre outros: as listas distribuidoras de imprensa e os jornais conveniados, o Portal da Microland, o Prêmio Aruaque, a revista Laranja Mecanica, a Organização Latino-Americana de Micronações (OLAM)e a intensificação do turismo micronacional.

A partir de 2001, a influência de outras culturas micronacionais, o desenvolvimento de vertentes inovadoras e as crises em Reunião e Porto Claro, no núcleo da Lusofonia, causaram uma desagregação progressiva do setor, hoje sadiamente dividido numa multiplicidade de tendências.